5 de dezembro de 2006

Violência infantil

Há dias passei pela minha antiga escola primária e lembrei-me. Foi na primeira classe, numa excursão a umas grutas (devem ser as mesmas grutas a que vocês foram :o)). Lá dentro havia um poço onde se deitavam moedas em troca de um desejo. Aquilo fez muito sucesso entre as garotas. Eu já não me lembro o que desejei, mas deve ter sido uma coisa muito importante.
Pois a Sandra, miúda saída da casca, tirou-me a moeda da mão e pediu ela o desejo. Lembro-me da maneira como olhei para ela em silêncio, estupefacta, então aquilo fazia-se? Pus-lhe a mão na cara e empurrei-a com tanta força que ela caiu para trás e bateu com a cabeça na rocha. Lembro-me de a ver a chorar e a queixar-se com dores mas na altura fiquei dividida entre o "ai que é que eu fiz" e "ela merecia mais". Entretanto, a professora apareceu, viu-a no chão, ouviu as minhas razões e "resolveu" o problema com uma chapada em cada uma.

3 comentários:

tinta roriz disse...

grutas não me recordo, mas na primária, o must era o museu de odrinhas!
gosto da táctica da tua prof :-)

touriga franca disse...

epá, deviam ser as grutas de Mira d'Aire! era obrigatório, pois, também lá fui...
mas a gaja era estúpida ou quê?! é por essas e por outras que as criancinhas ficam traumatizadas...

fogacho disse...

devias ter apanhado a minha prof de inglês. aviava uma galheta por cada erro ortugáfico