2 de dezembro de 2006

Canção do Garrafão

Conheci-te
E a medo comecei a beber-te
E no fim
Já não mais me podia esquecer

Vamos beber até à última gota do garrafão
Se bufarmos estoiraremos com o balão

Vamos beber
Que não sobre nem uma gota p'ra lembrar
Essa piela que todos vamos tomar
Com a ajuda do garrafão

Ai ó meu divino São Martinho
Que estais lá no alto da serra
Dai-nos luz e claridade
Para ir-mos todos p'ra taberna

Era o vinho, meu Deus
Era o vinho
Era o vinho que eu mais adorava
Só por morte meu Deus
Só por morte
Só por morte eu o vinho deixava...


Olá a todas!

2 comentários:

sunny days disse...

Olá!!!
Este post é um must!
welcome tinta roriz

mil-diabos disse...

tinta roriz, que bem que ficas neste blogue.
até que enfim.
chiça.